jump to navigation

Maior arquivo digital do mundo em Santarém Maio 24, 2006

Posted by Vasco in Ciência e Tecnologia.
trackback

Os monumentos portugueses vão passar a ter um novo «site» na Internet que disponibilizará «o maior arquivo digital de arquitectura do mundo», revelou hoje Margarida Alçada, directora do novo espaço, alojado em http://www.monumentos.pt.

«A antiga página dispunha de três bases de dados, agora tem dez, nas quais se incluem 250 mil desenhos (plantas, desenhos técnicos, cartografia), 300 mil fotos e 10 milhões de outros documentos», afirmou a responsável.

Margarida Alçada falou à agência Lusa momentos antes do lançamento do «site», concebido pela Direcção-Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais (DGEMN), no Forte de Sacavém.

«Para erguer este portal digital foram necessários 15 anos de trabalho (a reunir e digitalizar documentos) e um investimento financeiro de quatro milhões de euros», afirmou ainda a responsável, acrescentando que «se os conteúdos fossem hoje vendidos, a um preço tabelado, valeriam cerca de 10 milhões de euros».

A página de Internet vai incluir a secção Carta de Risco, onde é possível obter informações sobre o estado de conservação dos imóveis, e uma Base de Dados da Paisagem, relativa ao território.

Rotas temáticas e uma biblioteca em linha, que permitirá aceder «online» aos catálogos das bibliotecas da Direcção-Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais, são outros dos novos blocos temáticos disponíveis[PortugalDiário]

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: