jump to navigation

Babel considerado Melhor Filme de 2006 Janeiro 17, 2007

Posted by Vasco in Cinema.
trackback

alejandroinarritu.jpg

Considerada como uma antecâmara dos Oscars, a cerimónia organizada pela Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood teve lugar esta madrugada e distinguiu Babel. Com sete nomeações, o drama internacional do mexicano Alejandro Gonzalez Iñarritu era o favorito, mas acabou por conquistar apenas um troféu, embora o mais desejado.

«O filme foi filmado em três continentes e cinco línguas. O poder do cinema é universal», afirmou Iñarritu, quando recebeu o prémio das mãos do governador da Califórnia e antigo actor Arnold Schwarzenegger.

O principal concorrente de Babel, o sangrento Entre Inimigos valeu a Martin Scorcese o Globo de Ouro para melhor realizador. Entre os actores, Helen Mirren impôs-se na categoria de melhor actriz num papel dramático pelo seu trabalho em A Rainha de Stephen Frears, graças ao qual já tinha conquistado um galardão no último festival de Veneza.

Foi igualmente graças ao facto de protagonizar um retrato de um chefe de Estado, o antigo ditador do Uganda Idi Amin Dada, que o norte-americano Forest Whitaker garantiu o Globo de Ouro para melhor actor num filme dramático, em O últ imo rei da Escócia.

Mas a grande sensação da noite foi criada por Sacha Baron Cohen, melhor actor num filme cómico ou musical em Borat, lições culturais sobre a América em benefício da gloriosa nação Cazaquistão. Sem bigode e sem o sotaque que tornou a sua personagem num objecto de culto, Sacha Baron Cohen escandalizou uma parte da audiência e provocou gargalhadas de outra parte ao garantir que sabia que o prémio lhe seria entregue depois do que «sofreu» na cena em que luta com Ken Davitian.

Meryl Streep, habituada a receber este tipo de prémios, juntou mais um galardão à sua longa lista, sendo premiada como a melhor actriz numa comédia ou filme musical, pelo seu papel em O Diabo veste Prada, onde se assume como uma tirânica chefe de redacção de um jornal de moda.

Um dos grandes vencedores da noite foi a comédia musical Dreamgirls, que conquistou três estatuetas. Distinguida na categoria Melhor comédia ou filme musical, esta obra de Bill Condon conquistou ainda os Globos de Ouro para melhores actores secundários, casos de Eddie Murphy, num registo totalmente diferente do habitual, e Jennifer Hudson, 25 anos, que se tornou conhecida do grande público pela sua participação no concurso de televisão American Idol.

No entanto, os Globos de Ouro não esqueceram as suas velhas glórias: Clint Eastwood, 76 anos, recebeu o prémio de melhor filme em língua estrangeira por Cartas de Iwo Jima, e Warren Beatty, 69 anos, foi galardoado com o galardão Cecil B. DeMille prémio de carreira.

VisãoOnline

Site oficial

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: